Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2018

Lei sobre incêndios em edifícios é boa mas há falhas no cumprimento

Imagem
A legislação existente em Portugal relativa à segurança contra incêndios em edifícios é das melhores a nível internacional, embora muitas vezes não seja cumprida e eficazmente aplicada, disseram à Lusa dois engenheiros especialistas em Estruturas.


"Posso garantir que temos das melhores legislações ao nível mundial e recentes. As inspeções estão regulamentadas, mas, muitas vezes, sucede que estas coisas existem [incêndios urbanos] e aconteçam na mesma", disse Paulo Vila Real, vice-reitor da Universidade de Aveiro e diretor científico do Laboratório de Resistência ao Fogo.

Em declarações à agência Lusa, o especialista e docente na Universidade de Aveiro considerou não ser por falta de legislação que "os edifícios não são projetados e fiscalizados", mas, exemplificou, pode acontecer uma fiscalização ocorrer numa altura em que tudo está conforme a lei e, posteriormente, o edifício ser intervencionado com alterações e não ficar conforme a regulamentação até haver uma nova…

O mau exemplo do Estado

Imagem
Diariamente, ao frequentarmos espaços físicos de utilização pública, somos confrontados com violações grosseiras de normas e boas práticas que o Estado deveria assumir com exemplaridade.


O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público denunciou a falta de segurança e a degradação de materiais do edifício onde passou a funcionar o Tribunal de Gondomar, o qual se destinava originalmente a ser um lar da terceira idade.CréditosFonte: SMMP

O Estado deve ser pessoa de bem, o mesmo é dizer que ele deve ser fonte de boas práticas e gerador de bons exemplos.

Esta definição pode possuir uma apreciável dose de utopia, mas num Estado democrático de Direito não é possível vê-lo de outro modo.

Todos os dias, ao frequentarmos espaços físicos de utilização pública, somos confrontados com violações grosseiras dos princípios anteriormente expostos, em particular no domínio das condições de segurança.

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses (ASJP) criou um canal no YouTube no qual denuncia situações d…

Um ferido e 14 pessoas assistidas em incêndio em loja de Portimão

Imagem
Um incêndio numa loja de material elétrico num centro comercial em Portimão, esta madrugada, obrigou a que 15 pessoas tenham sido assistidas, a maioria por inalação de fumo, segundo a proteção civil. O alerta para o incêndio foi dado às 02h03 , adiantou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro. Uma pessoa sofreu ferimentos ligeiros e foi transportada ao hospital e 14 outras foram assistidas no local por inalação de fumos. O fogo foi rapidamente extinto. Três edifícios com cerca de 80 pessoas foram evacuados por uma questão de precaução. O incêndio começou numa loja de material elétrico de um centro comercial em Portimão e não se propagou a outros espaços. No local estiveram 80 operacionais, com o auxílio de 26 veículos. Trabalhos estão concluídos e habitantes regressaram às suas casas. 
Fonte: Correio da Manhã

Fogo destruiu bar e ameaçou vários edifícios do centro histórico da Feira

Imagem
Um fogo de grandes proporções que deflagrou na tarde deste domingo no centro histórico de Santa Maria da Feira já está dominado após três horas de combate, segundo fontes das organizações de socorro, tendo deixado estragos em três restaurantes e bares. O alerta foi dado pelas 13h37.  O fogo começou num bar e os bombeiros lutaram para que as chamas não se propagassem a outros edifícios, depois de dois deles terem sido consumidos pelas chamas. O fogo lavrou numa zona de bares e restaurantes do centro histórico da cidade. Foi num desses estabelecimentos que o fogo começou. Fala-se da possibilidade da causa do incêndio ter sido um curto circuito, mas esta informação ainda não está confirmada. As chamas consumiram dois edifícios, cujos telhados ameaçaram ruir a qualquer momento. "Os estabelecimentos afetados são o bar Escadas para o Céu e os restaurantes Salviano e Toni", declarou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro (CDOS). "O fogo também afetou um…