Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2019

Incêndio fatal: colectividades queixam-se da falta de vistorias. Governo diz que nunca as prometeu

Imagem
Janeiro de 2018 foi um mês dramático no concelho de Tondela. Treze dias depois do início do ano, um incêndio na Associação Recreativa de Vila Nova da Rainha deixou 11 mortos, mais de 30 feridos e levantou a polémica sobre a falta de condições de segurança nas coletividades.



Apesar de algumas vistorias terem, de facto, avançado em vários pontos do país, a CPCCRD garante que na maioria dos casos não há meios materiais e humanos. "As coletividades por si não têm forma de o fazer, as associações de bombeiros não têm forma de o fazer, os serviços municipais de proteção civil não têm forma de o fazer [estamos a falar de serviços com três a cinco elementos e um concelho pode ter 200 coletividades], portanto é impossível as pessoas fazerem isto", nota Augusto Flor.

Mais de um ano depois do incêndio em Tondela, o presidente da Confederação receia que o assunto caia no esquecimento e desafia as autoridades a criarem um grupo de trabalho que reúna a ANPC, a Associação Nacional de Fregu…

Incêndio numa fábrica têxtil em Guimarães faz um ferido

Imagem
Um incêndio que esta manhã deflagrou, na zona industrial de Linhares, em Guimarães, encontra-se dominado.

Ao que a TVI apurou, o fogo, que teve início por volta das 06:50, atingiu uma fábrica têxtil, de confeção de meias, e fez um ferido ligeiro. Inicialmente, a informação avançada era que se trataria de uma fábrica de papelão, uma vez que, foi essa a indicação dada pelos populares quando deram o alerta.




Segundo os bombeiros das Taipas, responsáveis pelo comando de operações, o fogo foi dominado às 08:22.

Dados do site da Proteção Civil indicam que no local estiveram 39 operacionais apoiados por 11 viaturas.
Estado da fábrica em análise pela Proteção Civil

A Proteção Civil de Guimarães está a analisar o estado do edifício da fábrica de meias que ardeu ao início da manhã, para "certificação que está seguro", disse à Lusa fonte daquele serviço.




Ainda não há mais informações sobre o estado do edifício ou o grau de destruição causado pelo fogo, está a ser feita essa avaliação", …

Incêndio consome edifício e deixa 21 desalojados em Santarém

Imagem
Vinte e uma pessoas ficaram esta quinta-feira desalojadas devido ao incêndio numa habitação na cidade de Santarém, sem que se tenham registado feridos, disse à agência Lusa o comandante dos bombeiros municipais. José Guilherme afirmou que o incêndio deflagrou num edifício antigo com três pisos e sótão, situado na Rua Alexandre Herculano, muito perto do quartel da corporação, o que permitiu a rápida extinção do fogo.



O incêndio começou perto da 01h00, no segundo piso, tendo alastrado ao sótão e ao piso de baixo, disse, adiantando que, dado tratar-se de um edifício de construção antiga, de madeiramento e tabique, a estrutura ficou praticamente destruída, não oferecendo condições de habitabilidade. O incêndio foi controlado "em menos de 20 minutos", graças à rápida intervenção dos Bombeiros Municipais de Santarém, que estiveram no local com duas viaturas e nove elementos, numa operação que foi dada por concluída cerca das 05:00, depois de efetuada a ventilação e avaliadas as c…