Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2018

Legislação de Medidas de Autoproteção

Imagem
Decreto lei nº 224/2015 Artigo 21.º
1 – A autoproteção e a gestão de segurança contra incêndio em edifícios e recintos, durante a exploração ou utilização dos mesmos, para efeitos de aplicação do presente decreto-lei e legislação complementar, baseiam-se nas seguintes medidas:
a) Medidas preventivas, que tomam a forma de procedimentos de prevenção ou planos de prevenção, conforme a categoria de risco;
b) Medidas de intervenção em caso de incêndio conforme a categoria de risco;
c) Registo de segurança onde devem constar os relatórios de vistoria ou inspeção. Também devem constar a relação de todas as ações de manutenção e ocorrências direta ou indiretamente relacionadas com a SCIE;
d) Formação em SCIE, sob a forma de ações destinadas a todos os funcionários e colaboradores das entidades exploradoras, ou de formação específica, destinada aos delegados de segurança e outros elementos que lidam com situações de maior risco de incêndio;
e) Simulacros para teste das medidas de autoproteção…

Liga de Bombeiros diz que há centenas de edifícios sem vistoria

Imagem
Para pedir uma licença na autarquia é preciso ter um projeto contra incêndios, cuja aprovação nem sempre obriga a uma vistoria

A atual legislação de segurança contra incêndios em edifícios leva a que existam centenas de espaços com utilização pública que não tenham qualquer vistoria, alerta a Liga dos Bombeiros Portugueses. "Antes eram os bombeiros que as faziam em articulação com as câmaras. Isso passou para a Autoridade Nacional de Proteção Civil, que só faz vistorias com técnicos, em certos casos. No resto, a câmara recebe um pedido de licença com um projeto técnico e pode passar a licença logo ou pedir uma vistoria", disse ao DN Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros e ex-autarca, com 39 anos como presidente de câmara.
Este responsável diz que há edifícios que recebem aglomerados de pessoas, como é caso das associações, "em que se facilita sempre um pouco", e que nunca tiveram vistoria. "Esta tragédia de Tondela chama a atenção para esse prob…

Incêndio destruiu parcialmente armazém da Habitovar

Imagem
Um incêndio destruiu parcialmente um armazém da Habitovar, esta terça-feira (20/03/2018) de manhã, em Ovar.
As chamas terão deflagrado cerca das 09.30 horas e rapidamente consumiram parte do recheio deste armazém pertencente à cooperativa de habitação.

Também a estrutura em chapa e metal ficou danificada.

Os motivos que estão na origem do incêndio são ainda desconhecidos. Horas antes, as carrinhas que ali se encontravam estacionadas foram retiradas para as deslocações matinais habituais, não tendo por isso sido atingidas.

Os bombeiros de Ovar estiveram no local com três viaturas e 12 homens.

Fonte: Jornal de Notícias

Incêndio em antiquário no centro de Coimbra

Imagem
Um incêndio num armazém de um antiquário levou a várias horas de trabalho por parte dos Bombeiros na Avenida Sá da Bandeira, no centro de Coimbra. O incêndio não provocou feridos.
O fogo começou pouco antes das 6 horas, num espaço que fica entre uma pastelaria e um bar. No local havia muitos livros e material em madeira. As causas do fogo são ainda desconhecidas.
O incêndio foi dado como extinto pelas 8 horas, sendo combatido por 23 Bombeiros e cinco viaturas. As habitações contíguas não sofreram danos.
Fonte: Jornal de Notícias

Incêndio em prédio de Queluz faz pelo menos nove feridos

Imagem
Um incêndio urbano deflagrou num prédio em Monte Abraão, Queluz, e feriu pelo menos nove pessoas.

Fonte do CDOS de Lisboa confirmou ao Notícias ao Minuto que cinco feridos foram assistidos no local e que quatro tiveram de ser transportados para o hospital.

O incêndio terá espoletado devido a uma fuga de gás e o piquete está no local, sendo que o fogo já está dominado.

No sítio do incêndio está bombeiros, PSP e INEM.




Fonte: Notícias ao Minuto

Incêndio destrói por completo restaurante junto ao castelo da Póvoa de Lanhoso

Imagem
Mais de 20 bombeiros combateram as chamas num incêndio que destruiu por completo um restaurante junto ao Castelo da Póvoa de Lanhoso, hoje de madrugada.
Segundo foi possível apurar juntos dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, o alerto foi dado pelas 01h45 horas.
«O incêndio foi dado como dominado pelas 04h00», disse fonte dos bombeiros, acrescentando que não houve vítimas, apenas danos materiais.
A GNR esteve no local, assim como a Polícia Judiciária de Braga para iniciar uma investigação de forma a apurar as causas do incêndio.



Fonte: Diário do Minho

Incêndio destruiu parcialmente fábrica em Felgueiras

Imagem
Um incêndio destruiu na madrugada desta quinta-feira a parte da produção de uma fábrica de solas para calçado em Lagares, Felgueiras, disse à Lusa o comandante dos bombeiros.

Júlio Pereira afirmou que o alerta para a corporação aconteceu às 00:35 e o combate prolongou-se até cerca das 4:20, nas instalações da unidade fabril situadas na Rua da Indústria de Calçado.

O combate mobilizou 17 bombeiros, apoiados por seis viaturas.

Face aos estragos provocados pelo incêndio, não foi possível à empresa retomar a laboração na manhã de hoje, acrescentou.


Fonte:TVI24

Incêndio queima fábrica de tecidos em Barcelos

Imagem
Um armazém de farrapos de tecidos ardeu na freguesia de Barqueiros, junto à Estrada Nacional 205, que liga Barcelos à Póvoa de Varzim. 
Vizinhos que se encontravam nas imediações do armazém, e que chegaram a temer que as chamas atingissem uma habitação anexa ao armazém, deram o alerta ao verem uma intensa coluna de fumo a sair do interior do local. Os Bombeiros Voluntários de Barcelinhos (BVB) foram chamados ao local cerca das 9 da noite. 
“Estava de passagem na estrada nacional quando vi o fumo. Parei, mas já havia pessoas no local que tinham chamado os bombeiros. Ainda ouvi uma explosão, creio que foi de um veículo que estava no interior”, disse ao JN Ricardo Teixeira, que passava no local de carro em direção a Barcelos. 
As autoridades desconhecem a origem das chamas. Cerca de 15 elementos dos BVB, com três veículos de combate, enfrentaram as chamas que consumiram toneladas de farrapos e uma carrinha que se encontrava no interior do armazém. 
Os bombeiros tiveram de voltar ao loca…

Periodicidade da Realização de Simulacros

Imagem
Nas Utilizações-Tipo em que sejam exigidos Planos de Emergência Internos devem ser realizados exercícios com o objetivo de testar o referido Plano de Emergência e treinar os ocupantes com vista à criação de rotinas e ao aperfeiçoamento dos procedimentos em causa.
Estes exercícios devem ser devidamente planeados, executados e avaliados, com a eventual colaboração da corporação de bombeiros local. E também de coordenadores ou delegados da Proteção Civil. A execução dos simulacros deve ser acompanhada por observadores que colaborarão na avaliação dos mesmos.
A realização dos simulacros deve ser sempre comunicada com a devida antecedência aos ocupantes do edifício (podendo não ser rigorosamente estabelecida a data e ou hora programadas) e a sua periodicidade deve cumprir com o estipulado no quadro seguinte:
Portaria n.º 1532/2008, artigo 207º, n.º 2 – Quadro XLI – Periodicidade da Realização de Simulacros

Nas utilizações-tipo IV deve ser sempre realizado um exercício no início do ano esc…

APSEI faz primeira demonstração prática das novas oficinas

Imagem
No próximo dia 7 de março será feita a primeira Demonstração Prática das Novas Oficinas da APSEI, no âmbito do Open Day APSEI'18 dedicado à Proteção Contra Incêndio - Obrigatoriedades de Segurança contra Incêndio em Edifícios.

Consciente das necessidades do setor, no referente às valências técnicas dos profissionais da segurança contra incêndio, a APSEI propôs-se a constituir aquela que é a primeira oficina prática de segurança contra incêndio em Portugal, da qual fazem parte uma oficina de sistemas de extinção de incêndios, uma oficina de manutenção de extintores e ainda um parque didático de proteção passiva contra incêndio e segurança eletrónica. Assim, na tarde do dia 7 de março, os participantes do Open Day terão a oportunidade de assistir àquela que será a primeira demonstração prática da central de bombagem para serviço de incêndio da APSEI, assim como dos sistemas de extinção por sprinklers, sistemas de extinção por cortina de água e sistemas de extinção por água nebulizad…

Município de Felgueiras assinala semana da Protecção Civíl

Imagem
A Câmara Municipal de Felgueiras assinala, os dias 26 de fevereiro e 3 de março, a Semana da Proteção Civil. Neste período, estarão representados os mais diversos meios de informação e de sensibilização da população, principalmente a população escolar, sobre medidas de prevenção e autoproteção que garantam a segurança e a responsabilidade cívica dos cidadãos.

O programa abrange ações de sensibilização e exercício de evacuação em doze estabelecimentos de ensino/outras instituições e, no último dia, uma exposição de meios (Praça da República).

Ao todo, serão também sete os meios representados: GNR com várias valências, Bombeiros Voluntários de Felgueiras e Bombeiros Voluntários da Lixa, Proteção Civil Municipal, Polícia Municipal, Associação Florestal do Vale do Sousa e ANPC – Autoridade Nacional da Proteção Civil.


CALENDARIZAÇÃO DAS AÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO/EXERCÍCIO DE EVACUAÇÃO:

Dia 26
09h30 - JI/EB1 de Outeiro (Rande)
11h00 - C. E. de Torrados

Dia 27
09h30 - E. B. de Macieira da Li…